Quais jurisdições estão incluídas e por quê?

O Índice de Sigilo Financeiro 2020 inclui um ranking de 133 jurisdições. Cada uma das 133 tem um relatório de país detalhado, explicando sua pontuação de sigilo e fornecendo dados extras. Alguns relatórios de país também contêm relatórios de narrativa detalhados, marcados em negrito e com um símbolo de PDF na lista abaixo, que exploram a história e economia política da jurisdição e explicam como cada uma se desenvolveu em uma jurisdição de sigilo.

A lista completa de relatórios de banco de dados está aqui.

Os relatórios de país são também complementados por um relatórios de banco de dados muito mais detalhados tecnicamente para cada jurisdição, que fornecem fontes de dados e referências para os relatórios de país e uma abundância de detalhes adicionais.

A lista completa de relatórios de banco de dados está aqui.

Como escolhemos essas jurisdições?

Algumas pessoas ficam surpresas em ver países como a Alemanha ou os Estados Unidos identificados como jurisdições de sigilo.

Todos os países, na prática, têm pelo menos alguns elementos que fazem deles uma jurisdição de sigilo. Isso pode ser consequência de uma omissão: o país não determinou o compartilhamento de informações ou outros mecanismos que reduziriam sua pontuação a zero. Matérias na mídia e outras fontes indicam que a Alemanha e os Estados Unidos abrigam grandes ativos ilícitos de outros países, em condições de sigilo, conforme explicam nossos relatórios especiais.

  • O primeiro Índice de Sigilo Financeiro, publicado em 2009, continha 60 jurisdições (confira nossa metodologia original aqui) que foram expandidas para 73, em 2011. Em 2013, expandimos para 82. Em 2015, incluímos 102 jurisdições. Este número foi expandido para 112 na edição de 2018. Para o Índice de Sigilo Financeiro de 2020, nós incluímos 21 países adicionais, totalizando 133 jurisdições. A nova lista contém: 15 jurisdições acrescentadas por estarem entre as 94 maiores em termos de participação no mercado global de serviços financeiros offshore no Índice de Sigilo Financeiro de 2018. Estes países estão: Argentina, Bangladesh, Colômbia, Equador, Egito, El Salvador, Jordânia, Kuwait, Marrocos, Nigéria, Paquistão, Peru, Qatar, Sri Lanka e Vietnã. 
  • Duas jurisdições acrescentadas devido a indícios de sigilo ou de ambições de estabelecer centros financeiros. Essas jurisdições são Cazaquistão e Ruanda.
  • Quatro jurisdições africanas adicionais, dado o nosso enfoque em jurisdições africanas no âmbito do projecto financiado pela NORAD - Sigilo Financeiro e Advocacia Fiscal em África. Estas jurisdições são: Argélia, Angola, Camarões e Tunísia foram incluídas.

Para saber mais detalhes leia nossa metodologia aqui.

Nas próximas edições do Índice de Sigilo Financeiro, planejamos incluir mais jurisdições, podendo eventualmente abranger todas as jurisdições.